Mais amor, menos motor

Um beijaço coletivo foi organizado para manifestar a necessidade de termos mais ciclovias em nossa cidade. No evento, casais, famílias e amigos posaram ao lado da bicicleta de Lutzemberger, registrados por sete fotógrafos convidados pela Escola de Fotografia Projeto Contato. As fotografias serão expostas durante o 2º Fórum Mundial da Bicicleta, que começa no dia 23 de Fevereiro de 2013 na Casa de Cultura Mário Quintana. Visitem!

DebDorneles160213_DSC1173

DebDorneles160213_DSC1170 DebDorneles160213_DSC1165 DebDorneles160213_DSC1149 DebDorneles160213_DSC1144 DebDorneles160213_DSC1138 DebDorneles160213_DSC1129 DebDorneles160213_DSC1127 DebDorneles160213_DSC1123 DebDorneles160213_DSC1119 DebDorneles160213_DSC1113 DebDorneles160213_DSC1108 DebDorneles160213_DSC1106 DebDorneles160213_DSC1101 DebDorneles160213_DSC1087 DebDorneles160213_DSC1076 DebDorneles160213_DSC1056 DebDorneles160213_DSC1041 DebDorneles160213_DSC1040 DebDorneles160213_DSC1036

DebDorneles160213_DSC1025 DebDorneles160213_DSC1023 DebDorneles160213_DSC1018 DebDorneles160213_DSC1002 DebDorneles160213_DSC0998 DebDorneles160213_DSC0993 DebDorneles160213_DSC0985 DebDorneles160213_DSC0982 DebDorneles160213_DSC0978 DebDorneles160213_DSC0969 DebDorneles160213_DSC0962 DebDorneles160213_DSC0958 DebDorneles160213_DSC0953 DebDorneles160213_DSC0951 DebDorneles160213_DSC0945 DebDorneles160213_DSC0937 DebDorneles160213_DSC0919 DebDorneles160213_DSC0916 DebDorneles160213_DSC0913 DebDorneles160213_DSC0910 DebDorneles160213_DSC0898 DebDorneles160213_DSC0891 DebDorneles160213_DSC0885 DebDorneles160213_DSC0877 DebDorneles160213_DSC0875 DebDorneles160213_DSC0874 DebDorneles160213_DSC0873 DebDorneles160213_DSC0870 DebDorneles160213_DSC0867 DebDorneles160213_DSC0861 DebDorneles160213_DSC0857

Sobre Deb Dorneles

Em meus diferentes momentos de sentir, gosto de recortar a realidade, abrir pequenas janelas para o que vejo, e fechar portas para o que quero deixar lá fora. Percebo algo muito natural e delicado no que observo, e faço registros desses olhares externos para que reflitam o que se passa internamente. Há um tempo passando, há vida acontecendo, há uma perecividade de que fugimos, e as fotografias podem nos fazer escapar disso, congelando, protegendo, iludindo. Ou servir de lembretes de nossa mortalidade, interpretando, revelando, expondo, como em um sonho bom ou nem tanto. Gosto de brincar com essas forças e provocar a mim mesma com suas diferentes possibilidades. Faço imagens para que entretenham-me e não me deixem esquecer. Embelezo a angústia e simplifico a alegria, assim continuo respirando, avançando, sendo. ♕
Esse post foi publicado em Final de semana, Forum Mundial da Bicicleta e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s